blog-image

Organizando a casa

Depois de distribuir currículos em empresas de administração de condomínios em Salvador, Gilmar Belém foi selecionado para uma entrevista de emprego com Jurandyr Machado, no escritório da ACS Administração Condomínios, quando ainda era localizado no Resgate, no ano de 2010. A oportunidade era para ocupar o cargo de administrador em um condomínio misto (residencial/comercial) de duas torres, com 200 unidades e 20 vinte lojas, e muitas peculiaridades.

Gilmar tinha o perfil profissional ideal para ocupar a vaga e foi contratado como administrador de condomínio em 2010, cargo que ocupa até hoje na ACS. “Eu já estava acostumado a desenvolver atividades variadas, desde a definição de objetivos e metas até a prática. Ninguém conseguia ficar nesse condomínio que eu entrei. A maioria não queria de jeito nenhum.  Foi um desafio, mas eu venci”, contou Gilmar sobre sua primeira oportunidade como administrador de condomínios na ACS.   

O condomínio em questão passava por um processo de auditoria. “O condomínio enfrentava uma séria dificuldade financeira e não havia empenho dos moradores para sanar as dificuldades”, contou Gilmar. Mas, com muita serenidade e com o regimento interno debaixo do braço, ele foi “organizando a casa”, diminuindo a inadimplência que era muito alta, diminuindo as despesas ordinárias e pagando as contas em dia. 

Em 2012, ele foi assumir a mesma cargo em um condomínio de luxo, que tinha apoio do síndico, mas que também tinha suas particularidades. “Foram muitas notificações e multas para conseguir alcançar nossos objetivos e valorizar a moradia deste condomínio”, contou Gilmar, que realizou muitas obras de melhoria, festas em datas comemorativas, como por exemplo, o dia das crianças, que se tornou um evento de grande porte no condomínio. 

Já no ano de 2016, ele foi transferido para o Edifício Horto Spazio, no Horto Florestal, onde ocupa o cargo nos dias de hoje. “Desempenho meus trabalhos com muito profissionalismo e comprometimento, como sempre foi. Aqui temos inadimplência zero, as crianças conhecem o regimento interno, todos já moraram em apartamento antes e conhecem muito bem as normas de convivência”, revela Gilmar, satisfeito com o atual local de trabalho.

Mas, nem sempre, Gilmar foi administrador de condomínios. Antes de entrar na ACS ele trabalhava no maior banco privado do Brasil.  “Passei por um rodízio de setores no banco até alcançar o cargo de gerente administrativo. Isso me ajudou bastante no primeiro condomínio que tinha muitos funcionários, pois além de coordenar a equipe e os trabalhos com eficiência, eu soube lidar bem com os moradores”, contou Gilmar.  

Agora, ele deseja dar continuidade a esse trabalho em condomínios, e ampliar suas possibilidades. “Hoje eu faço questão de vestir a camisa da ACS. Vou contribuir ao máximo para essa empresa que é referência nessa área, com minha atuação participativa. E quero ser síndico profissional. Vou me matricular em breve no curso da ACS”, contou Gilmar.

Gilmar desfruta de uma imagem positiva na empresa. Sempre zeloso com suas atribuições, destaca-se no grupo de supervisores por sua serenidade frente aos problemas, traquejo para lidar com desafios, habilidade para gerenciar sua equipe. Seu lema: “Para a equipe alcançar bons resultados, tenho um método que sempre funciona: é preciso ler o bê a bá com regularidade para os nossos colaboradores. Com essa prática, eles sempre estarão alinhados com as normas internas e  cumprindo suas funções com êxito”.

“Sou exatamente como um remédio... Saiba respeitar a dose e serei sua CURA. Caso contrário não tem contra indicação, contrariando a regra em geral. O perdão é uma habilidade que precisa de treino que tem como objetivo cessar o ressentimento contra outra pessoa ou contra si mesmo”, finalizou o administrador de condomínios.
 
 
 

Comentários

Deixe um comentário

Informação: não é permitido conteúdo HTML!
* Campos obrigatórios