blog-image

Vida de Inseto: Uma Lição de Liderança

Uma das características mais esperadas do perfil de um bom síndico profissional é a gestão equilibrada, juntamente com o lado humanizado da liderança. A ficção nos apresenta constantemente um manancial de narrativas que permitem reflexões dentro deste tema e Vida de Inseto, animação lançada em 1998, é uma ótima opção não apenas para estes profissionais assistirem e se influenciarem por suas ideias, mas também uma alternativa para promoção de debates com a equipe de colaboradores durante as suas dinâmicas cotidianas. A produção conta com as vozes de um grande elenco do esquema industrial estadunidense: Dave Foley, Kevin Spacey, Hayden Panettiere, Julia Louis-Dreyfus, David Hyde Pierce, Richard Kind, Phyllis Diller, dentre outros. Em linhas gerais, é uma história sobre o poder da coletividade unificada.

A narrativa sobre formigas oprimidas que se tornam fortes ao digladiarem com gafanhotos tiranos se passa no cotidiano de uma colônia que precisa recolher, arduamente, uma considerável quantidade de alimentos para os invasores na posição de poder, tendo em vista evitar o encontro com a morte por não obedecer aos ditames desta relação de colonização e opressão. Julgadas como frágeis e fracas, as formigas são constantemente aterrorizadas pelos gafanhotos. Inicialmente, não conseguem reagir, temerosas diante do que pode acontecer com o seu grupo, preferindo, então, obedecer ao que é ordenado. As coisas mudam quando uma delas decide ouvir o seu coração e ativar as boas ideias que circulam dentro de si. É o Flik, a formiga revolucionária. Desacreditado, torna-se o herói de todo o processo ao passo que a narrativa se desenvolve.

Além do interesse em conquistar Atta, uma princesa, o personagem precisa ressignificar a sua trajetória. Antes de estabelecer uma revolução mais engajada, ele já começa organizando a dinâmica de trabalho dos seus parceiros, elaborando materiais que permitem o melhor desenvolvimento das atividades. Ao se posicionar assim, Flik demonstra versatilidade, engajamento, inteligência emocional e uso assertivo da tecnologia, tornando as missões diárias um pouco menos ofegantes. Ao perceber que a sua colônia está longe de se libertar do regime de opressão perpetrado pelos gafanhotos, ele sai em busca de novas parcerias com outros insetos, tendo em vista fortalecer a sua região e colocar em prática um jargão do tipo “pequenos unificados podem ir muito longe”. Sabiamente, ele lidera o trabalho em equipe, permite que os seus sonhos sejam alcançados e ao pensar na relação com o “outro”, pavimenta um extenso caminho de esperança, para que todos possam caminhar juntos, cada um, por sua vez, dentro de suas possibilidades, singularidades e alteridades.

Vida de Inseto foi a segunda animação da Pixar, uma narrativa sagaz e inteligente que nos lembra pontos trabalhos em Os Sete Samurais, do cineasta japonês Akira Kurosawa, relido em Sete Homens e Um Destino, adaptação do conteúdo para o Velho Oeste estadunidense. As suas bases, no entanto, estão estruturadas no popular conto A Formiga e a Cigarra, nalguns casos, o sonoro inseto é substituído por um gafanhoto, haja vista a escolha de algumas edições brasileiras que expõem a história em livros publicados por aqui. Em sua estrutura dramática, temos lições interessantes sobre liderança, empreendedorismo, além de questões educacionais que podem permitir uma sessão para toda a família aprender e se divertir. Em seus desdobramentos, a nossa formiga protagonista elabora um planejamento audacioso para sair de sua condição “escrava” e se torna a líder de uma revolução que pensa não apenas em si, mas no coletivo, afinal, mesmo que conseguisse se libertar as amarras impostas, ninguém vive sozinho, não é mesmo?

Diante do exposto, nesta jornada de reflexões sobre liderança e empreendedorismo, você, na posição de síndico profissional, pode aprender e ainda garantir um momento assertivo de entretenimento. Torne esta prática uma constante em sua rotina. Observe como melhorará os seus resultados e ampliará não apenas o seu repertório cultural, mas também a visão de mundo daqueles que empreendem diariamente contigo. Anota a nossa dica e boas reflexões, combinado?

Comentários

Deixe um comentário

Informação: não é permitido conteúdo HTML!
* Campos obrigatórios